Confira as 4 dicas valiosas para ter um programa de cashback lucrativo

Cadastro do cliente – o que pedir para o cliente?

O objetivo é simplificar o cadastro inicial do cliente, quanto menor for o número de dados que a loja precisa para cadastrar um cliente, maior o número de clientes que vão aceitar participar do programa de fidelidade daquela loja.

Nossa recomendação é pedir apenas 2 dados: nome e celular. Mas caso você tenha 2 ou mais lojas, recomendamos 3 dados: nome, celular e CPF. Em alguns segmentos de varejo, onde o cliente passa bastante tempo com um vendedor (vestuário, calçados, por exemplo), a loja pode tentar pedir também o aniversário.

O resto dos dados (e-mail, endereço) vai ser exigidos quando o cliente fizer o seu cadastro no Portal do Cliente (para poder consultar seu saldo de pontos ou desconto) ou na hora do resgate.

Cashback – qual desconto oferecer para seus clientes?

Qual é o percentual de desconto que a loja está disposta a dar na hora do resgate? Geralmente, nossas lojas optam por um cashback de 1% até 10% do valor das compras efetuadas na loja ou no site. A maioria dos nossos clientes optam por dar de 3% a 5%.

Você pode também definir o quanto o cliente precisa gastar para começar a resgatar.  Nossa recomendação é escolher um pouco acima do valor médio de compra na loja. Por exemplo, se o valor médio de compra é R$90, você pode escolher R$100 como valor mínimo antes de poder começar a resgatar.  Acima o cliente é recompensado desde a primeira ou segunda compra.

Você pode incentivar o cliente a fazer seu cadastro dando um desconto para ser usado já na segunda compra.

Validade (quanto tempo o cliente tem para resgatar seu benefício):

Geralmente, lojas optam por deixar de 3 a 12 meses para o cliente trocar os pontos ou o desconto que ele acumulou.  

A escolha do prazo depende muito da forma que o cliente está lembrando do saldo de pontos ou desconto que ele tem. Se o cliente é lembrado por mensagem automática ou por mensagem de whatsapp do vendedor, como recomendamos, você pode dar um prazo curto, sabendo que o cliente não vai esquecer de resgatar.  Se não tiver lembretes, é melhor dar mais tempo pro cliente usar o benefício.

Limite no uso do resgate

O cliente que tem R$50,00 em cashback acumulado deve poder fazer uma compra de R$51,00 e pagar apenas R$1,00?

Para a grande maioria das lojas, a resposta é negativa: para proteger a margem da loja, o valor do resgate não pode passar de um certo percentual do valor da compra, em geral 20%.

Por exemplo, o cliente acumulou R$50,00 em cashback, e quer usar esse cashback numa compra:

  • limite de 10%: o valor da compra deve ser acima de R$500
  • limite de 20%: o valor da compra deve ser acima de R$250
  • limite de 50%: o valor da compra deve ser acima de R$100

Na comunicação com o cliente, é importante lembrar o cliente do valor de cashback que ele pode resgatar, deixando claro se tiver um limite.

Compartilhe esse post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Conteúdos Relacionados

Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Visite nossa Política de Privacidade para mais informações.